sexta-feira, 20 de abril de 2012

Rio de Janeiro #2


 Na última semana fui novamente pro Rio, dessa vez a convite do Rafael, nossos planos eram escalar muito e descansar em Recife. Dessa vez o post tem muitas fotos pra compensar o anterior.


No primeiro dia fomos pro Babilônia, parede no bairro da Urca onde há várias vias relativamente tranquilas, ótimo lugar pra aclimatar com o granito carioca. Fizemos a Salomith pelas duas variantes que existem (3° V).

 Rafael na variante da Salomith

 Rafael e eu no fim da via

 Grampinho inutilizável no final da Salomith

Saindo do Babilônia ainda deu tempo de dar uma corrida até a Pedra do Urubu pra aproveitar os últimos minutos de sol, na companhia da Mari e do Felipinho! Entramos na Urubu Rei (7b) que saiu de primeira!
 Eu na Urubu Rei (7b) :: Foto: Mari

No dia seguinte fomos pro morro do Cantagalo, que nenhum de nós conhecíamos, a via escolhida foi a Urbanóides (V), a via é muito bonita, começa em uma sequência de agarrões e depois fica mais técnica. Fritamos nesse dia.

 
 Rafael na Urbanóides

Próximo objetivo, a via mais famosa do Rio: Italianos (V) que tem 95m e termina na metade da parede do Pão de Açúcar. Do final dela optamos por continuar pela via CEPI (Ferrata) até o cume e descer de bondinho.
O cansaço do terceiro dia de escalada batendo

 Eu e Rafael no platô do fim da Italianos


Depois de ver os urubús no cume fomos pra Pedra do Urubu, novamente com a companhia da Mari e do Felipinho. Entramos na Urubunda (7a) e na Speed (7b/c), a última foi suada mas saiu de prima também, com direito a pé escapando e tudo mais...

 Eu na Speed (7c) :: Foto: Mari

No dia seguinte fomos pra K2, no Corcovado, mas acabamos fazendo somente a primeira enfiada, que passa por um diedro lindo!
 Rafael na K2 (IV)

O sábado foi o dia escolhido pelo Rafael para descansar devido a problemas de JUNTA. Eu e a Mari tocamos pra Barrinha, como bombam as vias da Barrinha! Dei duas entradas na Filezão (9c), na primeira consegui isolar com os betas da Adriana, sentindo dificuldade na entrada do buraco onde se descansa entalando o joelho, e é claro no crux! Na segunda entrada consegui cumprir o objetivo de passar a primeira parte da via, me entalar no buraco e chegar no crux, onde caí. Daí isolei até o final com mais algumas quedas, fica o projeto...
A Mari deu uns pegas na primeira parte da Crux com certeza e deu uma distendida na perna, só eu sobrevivi ileso!!

 Eu na Filezão (9c)

 No dia seguinte pela manhã fui com a Flávia e com o Felipe escalar em Jacarepaguá, no Quitinilha, eu e a Flávia entramos na Galápagos (5° VIIa) uma via de duas enfiadas com lances técnicos de abaolados e laquinhas e um crux negativo, bem bonita!

Eu e a Flávia na Galápagos :: Foto Felipe Dallorto

De tarde fomos, eu e Rafael, fazer a Coringa (3° IIIsup) no Pão de Açúcar, bonita via cheia de cristais, fizemos cume pelo Costão.

Rafael na segunda enfiada da Coringa

No dia seguinte fomos pro Platô da Lagoa, tava tudo meio babado mas ainda rolou de entrar na Trem Fantasma (8b) e na Cristal Mágico (VI).


Pra fechar a trip, mais uma via no Pão de Açúcar, fizemos a Bohemia gelada, um belo  passeio com o visual da Baía de Guanabara! Agora sim podemos descansar em Recife!

 Rafael na Bohemia Gelada

Um comentário:

Thília disse...

Gostei de ver essas fotos :)