domingo, 6 de janeiro de 2013

Sítio Novo/RN

A última escalada do ano de 2012 foi em Sítio Novo/RN, onde fica a Serra de São Pedro, próximo à cidade de Serra Caiada/RN.
Saimos de Recife eu e o Marcelo e nos encontramos com o Denn em Serra Caiada, pra no outro dia cedinho tocar até Sitio Novo.
A pedra é linda, um grantito claro de ótima qualidade, o acessmo é fácil, somente alguns minutos de caminhada e a curiosidade quanto às escaladas era grande!

 Serra de São Pedro

Chegando lá escolhemos fazer a Cavalo de Tróia pela manhã, aproveitando o tempo nublado, fomo eu e Marcelo encarar as águias chilenas mais bravas do nordeste! Elas são famosas por sempre atacar os escaladores que passam porali, alguns tem mais sorte e outros sofrem arranhões e pancadas no capacete. kkkkkkkk

 
 Base da Cavalo de Tróia

 
 Início da via

 
 Marcelo na seg

 
 Primeira enfiada

O Denn, que já escalou por lá muitas vezes e tomou uns cascudos já, nos avisou pra ficarmos espertos lá pela terceira enfiada, mas logo no início, enquanto eu escalava tranquilamente tomo o primeiro rasante da galinha, um barulhão sinistro pra ficar esperto! Depois ela ficou só de longe e sumiu. 

 
 Águia Chilena

Continuamos escalando, o Marcelo guiou a segunda, u emendei a terceira com a quarta, já achando que estávamos livres e de repente, outro rasante! Esse foi mais emocionante porque eu tava em um trecho mais delicadinho da via, mas foi a mesma coisa, ela se afastou e sumiu. Mais algumas enfiadas com bonitos lances em agarras, aderência, cristais bem protuberantes, um trecho em A0 e cume!

Cume #1

 
 Croqui da Cavalo de Tróia

Descemos pela trilha e como ainda era cedo, preparamos um almoço na fogueira e descansamos enquanto o sol baixava um pouco.

 
 Arroz do Denn

O Denn tinha botado pilha pra irmos pra Sítio Novo justamente pela via que escalamos de tarde: Banho de Lua, uma bela linha conquistada a algum tempo pelo Bernardo Collares e pela Mariana Candeia, aproveitando bastante o uso de proteções móveis, são apenas 2 grampos nos seus 200m de extensão.
Começamos a caminhar após às 13h ainda com o sol na cabeça, chegando na base já estava mais tranquilo. A via começa em um diedro clássico com uma fendinha fina onde cabem uns nuts pequenos, depois continua o traçado pela face, usando o diedro pra proteger, pulando uma ou outra macambira até onde a fenda fica cega, uma diagonalzinha pra esquerda e alcaça-se o platô da P1, onde começa outro sistema de diedros.

 
 Diedrinho inicial

 Primeira enfiada da Banho de Lua
 
 
 Denn chegando na P1

Daí segue-se por uma sequência de grandes diedros até esticar a corda, montamos a P2 em móvel com as peças grandes já no pondo onde a via quebra pra direita pra entrar na última canaleta em móvel.

 Por aqui ou por ali?

Na terceira enfiada usei um nut pequeno, lacei uma laca sonora e depois boas peças couberam até o fim da canaleta, depois tem uma barriguinha e a enfiada segue por umas canaletas menores com umas fendinhas boas de proteger, esse era o local onde o croqui indicava a P3, em móvel, já tinha começado a montá-la mas olhei pra cima e vi o grampo, resolvi tocar até lá, estávamos com uma corda de 70m e com certeza daria pra chegar. Chegamos todos no grampo, a nossa P3, e de lá parti pra última enfiada, sem grampos e sem lugr pra proteger em móvel =p

 Nós na P2!

A parte mais tensa pra mim foi a saída do grampo, tem um lance longo no fator 2 por umas canaletas bem íngrimes, depois não tem onde proteger, mas a via fica bem mais positiva e dá pra escalar com mais confiaça, o local da P4 (móvel) estava um pouco pra direita e o cume estava próximo se seguisse reto, o lance era fácil e a corda era grande, lá eu fui. Parei em um bloco de pedra laçado no cume e puxei os parceiros, terminando o ano com chave de ouro!!

 Cume #2!

 Boulders...

 
 Traçado da Banho de Lua com os lugares onde paramos.




Nenhum comentário: