segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

São Desidério - Calcário Baiano!!

No carnaval desse ano tivemos uma boa folga e aproveitamos pra rodar quase 800km até Sítio Rio Grande, distrito de São Desidério, para conhecer o setor de calcário no oeste do estado da Bahia! Cada km valeu a pena pra escalar no calcário na beira do rio.

Beta I
Chegamos no sábado e fomos recebidos por Matheus e Bruna, que moram em Barreiras/LEM, mas estão sempre no Sítio, eles mantém a Morada dos Tapuias, abrigo onde ficamos hospedados, e deram aquela moral incrível na apresentação dos setores e tudo mais que precisamos!!

Beta II
O abrigo fica no Sítio, que é uma cidade que tem uma estrutura bem razoável (mercado, farmácia, restaurante, etc), além, é claro, do Rio, que garante o banho refrescante a qualquer hora do dia. De lá, a maioria dos setores são acessados a pé mesmo, com caminhadas de 5 até 20min, e há  alguns em que é melhor ir de carro (menos de 10min).

Beta III
As caminhadas são curtas e as bases são ótimas, sombra na maior parte do dia nas vias...Levamos um bebê na trip e fomos pra todos os setores sem problemas, sempre com a cria junto de nós! Bom, Se você for escalar lá, vai ficar mal acostumado, com certeza!

Bom, no mesmo dia seguimos pro setor do Braga, um dos setores com o acesso mais complicado, cerca de 15min de caminhada em um pasto! kkkkk
Lá escalamos as vias fixas que ficam em um salão, elas vão de 5sup até 8a e são mais regletentas, as mais clássicas que entramos são: Sombra do Ego (5sup), Gestão Pública (8a), Logística Reversa (7b) e LDL (7b).


LDL(7b) - Foto: Bruno Henrique

Domingo conhecemos o Labirinto da Corja, um dos setores que ficam a 10min de carro da cidade, paramos na beira da estrada e andamos uns 5min ou menos, chegando ao setor com vias incríveis! No andar de cima duas vias fáceis bem legais são: Honolulu Baby e Seg de Baiano (IV ou V grau), tem também a Agradecidos (7a) que é uma boa pedida. Descendo um degrau estão as principais vias do setor, onde conhecemos os famosos "Cherts", que são agarras horizontais compridas ou até mesmo bolotas perfeitas formadas por uma camada rochosa diferente, que se sobressai ao calcário em alguns pontos.

Maverick (7c) é uma beleza de via, início técnico e final de resistência, agarras perfeitas, entrada obrigatória! Mas a via que mais deu trabalho foi a Body Piercing (8b), entrei sacando e demorei pra conseguir me encaixar na chaminé lisa do início pra costurar a segunda chapa, finalmente achei um entalamento de joelho que me fez alcançar a chapa, depois um beta do Matheus me mostrando uma agarra (um shert) que estava atrás de mim me impediu de cair, descanso em dois buraquinhos (mono e bidedo) e toca pra cima em boas agarras, aguentando a bombação do braços. Que via!! Entrei também na exótica Finados (7b) e na difícil Dinâmica do Equilíbrio (7c).

Maverick (7c) - Foto: Bruna Passos

 Body Piercing (8b) - Foto: Bruno Henrique


Segunda-feira fomos conhecer o Mundo de Sofia, setor próximo ao labirinto, porém com vias maiores, mais negativas e com boas agarras, a clássica do setor é a Sinfonia de Sofia (7c), linda via, com lances bem variados.  Três vias entre V e VIsp são bem legais de fazer também: Caminho das Águas, Tobogã (essa dá pra fazer toda em móvel!!) e Lapinha. Raízes é um 7c melindroso, e pra fechar, Paraíso dos Sherts (8c) de regletes e movimentos dinâmicos, exigindo até a última pitada de resistência! Ainda demos uma caminhada pelos setores adjacentes, pelas catacumbas, uma gruta com vários projetos e vias duras, onde não chegamos a escalar dessa vez.


Paraíso dos Sherts (8c) - Foto: Bruna Passos

Último dia de escalada, já estávamos quebrados, mas ainda rolou uma ida no setor mais antigo da região, o Paredão do Deus me Livre, Fenda Hiperbólica (VI), Magia (7a) e Aresta Paulista (7b) são vias lindas! Entrei também na Jamile, um 7b com um crux super concentrado no início, foi a via na qual eu mais caí nesses dias, até entender o lance e encadenar. De tarde a sombra aumentou na parede e resolvi entrar na belíssima Dia Perfeito, na verdade fiz a variante, que é a saída direta, escorreguei em um pé polido logo no início, não fosse esse vacilo, teria saído à vista, mas saiu logo na sequência, essa é cinco estrelas também!!

 Fenda Hiperbólica (VI) - Foto: Bruno Henrique

  Dia Perfeito (8a) - Foto: Bruno Henrique

 Depois foi só tomar aquele banho de rio, dormir e voltar pra casa, quase 800km dali.

Valeu Matheus e Bruna, anfitriões nota 1000!! Bruno e Bruna pelas fotos iradas!! Bruno, Marcel e Lay pela parceria de trip de sempre!! Eveline e Maitê...melhor parceria! Faltou uma foto com todos....

Mais betas e croquis: facebook.com/moradadostapuias

SBI Outdoor, Fiveten Br e Mbuzi garantiram o sucesso da trip e deram aquela força nas cadenas!!


Eveline, Cauí, Maitê e Bruna, Paredão ao fundo.


Nenhum comentário: